Opiniones

Valoración media de nuestros clientes
4.8 sobre 5

Boletín

Inicio

Información

Ayahuasca

per page
  • 12,95 €

    Mimosa Hostilis powdered and fine shredded. Mimosa hostilis, também conhecida como jurema preta, é uma planta natural do Brasil. O alcalóide ativo na mimosa é o N,N-DMT, que é similar ao LSD, mas mais intenso.

    12,95 €
    In Stock
  • 15,00 €

    Purified extract of Peganum harmala seeds.  Contains the harmine (47%) and harmaline (53%)  alkaloids in the natural ratio as present in Peganum harmala. Lab analysis showed no other compounds or alkaloids, e.g. vasicine and vasicinone. It’s 99% pure harmala!

    15,00 €
    In Stock
  • 16,95 €

      Banisteriopsis muricata, a variedade mas forte de Banisteropsis,  é um dos dois principais ingredientes de um brebaje medicinal tradicional e visionario da região amazónica, a Ayahuasca.

    16,95 €
    In Stock
  • 29,95 €

    Máxima de peso: 30g / 0.001gTemperatura de funcionamento: 5 - 35 ° CEscala Dimensões: 9 x 10 x 3cm dimensões da tela: 3,2 x 2,2 cmPesando diâmetro plataforma: 2cmPowered by: 2X AAA Baterias (não incluído)Unidade de conversão: g / oz / ozt / dwt / ct / gn

    29,95 €
    In Stock
  • 12,50 €

    100 gramas de folhas secas de Banisteriopsis caapi, liana amarela

    12,50 €
    In Stock
  • 14,95 €

      Banisteriopsis caapi é um dos dois principais ingredientes de um brebaje medicinal tradicional e visionario da região amazónica, a Ayahuasca.

    14,95 €
    In Stock
  • 14,95 €

    Banisteriopsis caapi Trueno, o nome cientifico desta variedade é desconhecido, é um dos dois principais ingredientes de um brebaje medicinal tradicional e visionario da região amazónica, a Ayahuasca.

    14,95 €
    In Stock
  • 8,50 €

    A  Diplopterys cabrerana cresce nas terras baixas da Amazonia, é cultivada pelos chamanes para a preparação de Ayahuasca. A diplopterys cabrerana produz DMT nas suas folhas, em alta concentração. 

    8,50 €
    In Stock
  • 5,00 €

      Peganum harmala, é um inibidor da MAO. Com frequência utiliza-se em análogos da ayahuasca, porque é mais concentrada e fácil de preparar que o utilizado tradicionalmente; Banisteriopsis caapi.

    5,00 €
    In Stock
  • 8,90 €

      Na medicina natural peruana, prego huasca ( Tynnanthus panurensis ) é largamente utilizado como um poderoso afrodisíaco para homens e mulheres. Também se conhece como uma planta de mistura em diversas receitas ayahuasca (ou tomada pouco depois de tomar o brebaje) para ajudar a reduzir a náusea e diarrea.

    8,90 €
    In Stock
  • 11,50 €

    Banisteriopsis Caapi 15X extrac Quantity: 5grs.Form: resin. Water soluble at near boiling point.

    11,50 €
    In Stock
  • 6,35 €

    Peganum harmala 10X standardized extract 1 gram

    6,35 €
    In Stock
Showing 1 - 12 of 30 items
Ayahuasca

A Origem da Ayahuasca

A Ayahuasca é uma mistura milenar de plantas que tem sido usada pelos indígenas da Amazónia durante muitos séculos e até aos dias de hoje. Diferentes tribos distribuídas pela Colômbia, Venezuela, Peru, Equador, Bolívia e Brasil dedicam-se à criação e utilização desta mistura (Ayahuasca), porque, é nesses países que as plantas crescem e são cultivadas. A palavra “ayahuasca” provém do Quíchua e significa “soga dos mortos”. É uma combinação de certas plantas, que resulta nesta mistura ancestral. Esta composição é usada em ritos, em medicina ou em rituais religiosos das tribos amazónicas. As características desta mescla antiga tem sido estudada por muitos anos em várias áreas e sectores (medicina, farmácia, psicologia) com o objectivo de tratar diversas doenças e perturbações. É evidente que constitui uma terapia muito eficaz em vários campos, favorecendo certos aspectos em cada pessoa.
São numerosos os resultados desta planta. Os antropólogos afirmam que esta mistura dá-nos a possibilidade de conectar outros planos dimensionais. As várias tribos amazónicas aplicam a ayahuasca como método para reequilibrar e estabilizar uma pessoa, actuando na consciência desta. Devemos assinalar que esta mistura só pode ser realizada por um xamã ou guia, ao praticar o processo de “cura”. O seu uso é mais terapêutico que alucinogénio. Trata-se de uma viagem até ao nosso eu interior por guias especializados. As tribos indígenas, quando fazem este ritual, aconselham uma dieta de legumes e vegetais nos dias anteriores, e recomendam jejum no próprio dia. É uma cerimónia árdua que leva a uma grande aprendizagem da vida. O individuo compreende e vive outros mundos. A capacidade sensorial é intensificada, é uma viagem supersónica. É uma forma de purificarmos o nosso interior, de forma a nos conhecermos integralmente. Uma profunda introspecção.
Ayahuasca no Mundo
Numerosos estudos sobre o mecanismo, as propriedades e efeitos (entre outros), aclamaram-na como um dos patrimónios naturais e culturais com mais importância de todo o mundo. Em alguns países da América do Sul, a sua aplicação está legalmente reconhecida em cerimónias tradicionais e culturais. É um componente não viciante, no entanto o seu uso e dosagem devem ser aconselhados por um profissional. Muitas áreas (principalmente da Saúde) estudam Ayahuasca como um instrumento para o tratamento de doenças como: ansiedade, depressão, esquizofrenia, distúrbios de personalidade, desintoxicações...
O seu poder extraordinário, assim como a sua importância numa grande diversidade de culturas e civilizações, faz desta substância uma das riquezas mais apreciadas, e de maior potencial, da nossa Natureza. A Ayahuasca proporciona e provoca estados mentais inéditos e de grande intensidade, muitos deles ainda incompreensíveis para a ciência, e por isso, a importância dos muitos estudos a decorrer para descobrir todo o seu potencial. Trata-se, deste modo, de um recurso e uma contribuição psicoterapêutica e psicanalítica, de grande importância para a saúde, história, filosofia e cultura.

More